Na Boca do Povo - Seu Telejornal Online
MENU

Começa nesta quarta-feira (7) a construção da Ponte da Integração Brasil-Paraguai.

Começa  nesta  quarta-feira  (7)  a construção da Ponte da Integração  Brasil-Paraguai.

Começa nesta quarta-feira (7) a construção da Ponte da Integração

Brasil-Paraguai. Maquinários e operários darão início às obras com a

atividade de terraplanagem, nas imediações do Marco das Três Fronteiras, na

margem brasileira do Rio Paraná.

A ordem de serviço foi assinada na última quinta-feira (1º), pelo

governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Júnior, e pelo diretor-geral

brasileiro da Itaipu, general Joaquim Silva e Luna. O contrato prevê um

prazo de 36 meses para a execução.

A solenidade de assinatura ocorreu no Palácio Iguaçu, em Curitiba,

com a presença de autoridades. Toda a mobilização para a construção da

ponte já vinha sendo feita nos últimos meses. A pedra fundamental foi

lançada em Foz do Iguaçu pelos presidentes do Brasil, Jair Bolsonaro, e do

Paraguai, Mario Abdo Benítez, em 9 de maio.

Na prática, a assinatura deu início ao cronograma de execução da nova

ligação rodoviária sobre o Rio Paraná, entre os municípios de Foz do

Iguaçu, no Brasil, e Presidente Franco, no Paraguai.

Segundo Osman Bove, gerente de contrato do Consórcio

Construbase-Cidade-Paulitec, responsável pelas obras, a movimentação para

início dos trabalhos já começou e, na terça-feira, o local começa a se

transformar no canteiro de obras.

O investimento total, de R$ 463 milhões, é da Itaipu, sendo R$ 323

milhões para a ponte e R$ 140 milhões para a perimetral de acesso entre a

BR-277 e a Avenida das Cataratas. O gerenciamento das obras estará a cargo

do governo estadual. A previsão é de contratação direta de 400 operários.

Um dos benefícios a curto prazo é a geração de empregos diretos na

região. O Consórcio Construbase-Cidade-Paulitec recebeu cerca de 11 mil

currículos para preenchimento de vagas.

Características

Com 760 metros de comprimento e vão-livre de 470 metros, a nova ponte

será do tipo estaiada, com duas torres de 120m de altura. A pista será

simples, com 3,7m de largura, acostamento de 3m e calçada de 1,7m. O

investimento previsto também contempla algumas desapropriações que serão

necessárias para a construção da perimetral.

A nova ponte deve absorver o tráfego pesado na fronteira entre Brasil

e Paraguai, deixando para a Ponte da Amizade, construída há 53 anos, o

trânsito de carros de passeio, vans e ônibus que transportam turistas.

X