Na Boca do Povo - Seu Telejornal Online
MENU

Famtour quer atrair turistas russos ao Destino Iguassu

Famtour quer atrair turistas russos ao Destino Iguassu

Um grupo de operadores da Rússia desembarca nesta sexta-feira (23) em Foz do Iguaçu para cumprir uma série de visitas aos atrativos turísticos do Destino Iguassu. Promovida pela rede de hotéis Belmond, Naipi Travel, Latam e a GRM Rússia, empresa que atua no fornecimento de sistemas para companhias aéreas e conta com mais de 200 empresas como clientes, a visita tem apoio do Visit Iguassu.

Operadores das maiores empresas do segmento de alto padrão do mercado russo participam do famtour: O! Project, Eden Tour, Sputinik Premier Club, Art of Travel, Latina Travel Company, TMC – Travel Manegement Consulting, VIP Service, City Booking & Travel Center e ARS Vitae. Depois de viajar por mais de 11 mil quilômetros, o grupo seguirá uma programação de três dias nos principais atrativos da região. Eles também conhecerão todo o requinte e sofisticação durante a estadia no Hotel Belmond Cataratas. Noite de lua cheia na trilha das Cataratas, passeio especial ao Parque das Aves e vôo panorâmico de helicóptero, com a Helisul, são algumas das atividades previstas no roteiro.

A ação visa divulgar o Destino e as opções existentes dentro do segmento de turismo de luxo, sobretudo entre as nações do mercado Euroasiático que se mostraram mais interessadas pelo país desde a Copa do Mundo deste ano. O mercado russo, que é conhecido pelo gosto exigente, tem cada vez mais se lançado ao mundo em busca de viagens de experiência com alto padrão e Iguassu quer estar na lista dos roteiros mais procurados por esses viajantes.

Mercado em potencial

O mercado russo é considerado estratégico para o turismo no Destino Iguassu. A gerente de Visitors do Visit Iguassu, Elaine Tenerello, lembra que mais de 23 milhões de turistas russos viajaram para o exterior em 2017, gastando cerca de US$ 26 bilhões, entretanto, apenas 19 mil estiveram no Brasil. “Há um grande potencial a ser trabalhado, assim como também é preciso crescer no mercado de luxo”, argumenta Elaine.

Segundo ela, o crescimento nesse segmento depende de vários fatores como infraestrutura em transporte, diversificação de atrativos e serviços excepcionais, incluindo a especialização em idiomas, porém, é preciso ir além para, de fato, surpreender o turista com esse perfil. "Quando falamos em luxo, o serviço tem que ser impecável e o profissional deve ter conhecimento dos produtos e tecnologias, mas também habilidades interpessoais e ter atitudes comportamentais acima da média, ou seja, ser bom não basta”, analisa a gerente de Visitors.

X