Na Boca do Povo - Seu Telejornal Online
MENU

Mãe, avó e bisavô vão responder por morte de bebê em Porecatu

Mãe, avó e bisavô vão responder por morte de bebê em Porecatu

A avó e o bisavô do bebê encontrado morto em uma casa em Porecatu, no norte do Paraná, foram indiciados, nesta sexta-feira (24), pelos crimes de homicídio qualificado, por meio cruel e sem possibilidade de defesa da criança.

A mãe do menino, uma adolescente de 17 anos, também vai responder pelo crime. Segundo a Polícia Civil, ela vai responder por ato infracional comparado a homicídio qualificado.

Conforme a Polícia Civil, o bebê Wyllan Rodrigues, de um ano e sete meses, foi encontrado morto no berço onde dormia na tarde do dia 17 de maio. A avó Michele Rodrigues, de 39 anos, foi presa em flagrante um dia depois por não ter prestado a devida assistência, com comida e remédios, ao menino.

O bebê estava sob os cuidados da avó porque a mãe da criança estava morando e trabalhando em outra cidade. A polícia não soube informar sobre o pai da criança.

No dia da prisão, a Polícia Civil disse que a criança estava morta há dias e foi mantida dentro da casa. De acordo com a polícia, a casa estava bagunçada, com lixo, roupas e móveis revirados.

Em depoimento à polícia, a avó disse que colocou o bebê para dormir às 22h30 do dia 16 e que voltou ao quarto para ver a criança apenas às 15h do dia seguinte . Quando entrou no quarto, o bebê estava morto.

O bisavô, ou pai de Michele Rodrigues, foi indiciado pelo mesmo crime da filha porque, de acordo com a Polícia Civil, ficou comprovado que ele frequentava constantemente a residência da vítima e, sabendo da rotina desordenada, não fez nada para mudar a situação.

A avó do menino segue presa no 3° Distrito Policial de Londrina.

X