Na Boca do Povo - Seu Telejornal Online
MENU

Motorista é condenado pela morte de casal paranaense que estava em lua de mel

Motorista é condenado pela morte de casal paranaense que estava em lua de mel

O Tribunal do Júri da Comarca de Caçador (SC) condenou a sete anos e meio de prisão Rodrigo Corrêa Frozza, em sessão realizada nesta quarta-feira (29), após 11 horas de julgamento. Ele era o motorista de uma caminhonete que se envolveu no acidente que causou a morte do casal ponta-grossense Juliano Luiz Ferreira e Mônica Cristina Pilarski, em fevereiro de 2015.

Frozza foi condenado a sete anos de reclusão por homicídio doloso e por seis meses de detenção em regime semiaberto por embriaguez ao volante. O casal viajava em lua de mel e passava pela divisa entre Videira e Rio das Antas, em Santa Catarina, quando o carro em que estavam, um Gol, foi atingido pela caminhonete Ford F4000 dirigida por Frozza. Na ocasião, o teste do bafômetro comprovou que ele estava dirigindo sob efeito de álcool. Os ponta-grossenses morreram na hora.

Os advogados Juliano Ribeiro Gomes e Herculano Augusto Filho, que atuaram como assistentes de acusação representando os familiares das vítimas, se mostraram satisfeitos com a condenação do réu, mas informaram que pretendem recorrer da sentença para aumentar a pena.

X