Na Boca do Povo - Seu Telejornal Online
MENU

MUNICÍPIO E SENAR OFERTAM CURSO DE JARDINAGEM PARA ASSISTIDOS DO PATRONATO

MUNICÍPIO E SENAR OFERTAM CURSO DE JARDINAGEM PARA ASSISTIDOS DO PATRONATO
A Secretaria Municipal de Agricultura em parceria com Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) e o Sindicato Rural de Foz do Iguaçu estão ofertando o primeiro curso de jardinagem às pessoas assistidas pelo Patronato Penitenciário. 
 
O primeiro módulo começou nesta segunda-feira (19) e seguirá até quarta (21) no Horto Municipal, na Vila Boa Esperança. Ao todo, 15 homens com idade entre 20 e 40 anos participam das aulas, que levará noções de paisagismo, adubação, compostagem, classificação e manutenção das plantas. “Eles vão aprender como cuidar do solo para fazer o plantio, técnicas de poda e implantação de projetos ornamentais”, comentou o secretario de agricultura, Thiago Kodama. 
 
Segundo ele, os assistidos que participam do curso já atuam nas roçadas dos canteiros, praças e próprios municipais. “Ao longo do ano vamos oferecer novos cursos e incluir outras modalidades para que eles aprendam uma nova profissão. Queremos ainda firmar uma parceria com a Casa do Empreendedor para que eles possam se formalizar como microempresários”, disse. A pretensão é oferecer o curso para 75 assistidos pelo Patronato, entre egressos (que já cumpriram as penas) e presos do sistema semiaberto que utilizam tornozeleira eletrônica.
 
Ressocialização
 
Para o diretor administrativo do Patronato Dilson Garcia, o projeto deve contribuir para a ressocialização dos egressos, que hoje enfrentam muitas dificuldades para voltar ao mercado. “A ressocialização é o nosso maior desafio hoje, porque o preconceito com ex-detentos ainda é muito grande”, afirma. Embora o trabalho e o estudo sejam algumas das chaves para a reinserção social, apenas 20% dos presos no país tem essa oportunidade.
 
“O objetivo maior desta ação é qualificar e fazer com que eles caminhem com as próprias pernas, busquem novas oportunidades e possam trabalhar nesta área, de forma independente”, disse Garcia. 
 
Criado em 2013, o Patronato Penitenciário de Foz do Iguaçu tem como objetivo fiscalizar e acompanhar o cumprimento das penas ou medidas alternativas dos assistidos encaminhados pela Justiça. Atualmente, 7 mil condenados, egressos e familiares são acompanhados pelo órgão, que também oferece orientações jurídicas, auxilio psicológico e social. Com o apoio de demais entidades, o Patronato também faz encaminhamentos para o mercado de trabalho. 
 
Mosaico
 
Paralelo ao curso de jardinagem, a Prefeitura de Foz do Iguaçu em parceria com a Justiça Federal do Paraná (JFPR) está desenvolvendo um curso de mosaico com pessoas que cumprem prestação de serviços comunitários. Quando estiverem prontas, as peças vão embelezar o canteiro central da Avenida Jorge Schimmelpfeng, uma das mais movimentadas da cidade. Os canteiros também receberão novas mudas de flores e outras ações urbanísticas. Todo o trabalho está sendo ministrado por artesãos contratados pela JFPR. 
X