Na Boca do Povo - Seu Telejornal Online
MENU

Prefeitura de Foz publica plano para a retomada da economia a quebradeira vai ser geral

Prefeitura de Foz publica plano para a retomada da economia a quebradeira vai ser geral

A Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu publicou nesta segunda-feira (06) em Diário Oficial o “Plano para o segundo ciclo da contenção à Covid-19 em Foz do Iguaçu”. O mesmo documento foi apresentado à Associação Comercial e Empresarial de Foz do Iguaçu no último sábado (04).
O plano, dividido em três etapas, prevê a abertura gradual e monitorada de alguns setores do comércio a partir do dia 13 de abril.

O documento considera o diagnóstico epidemiológico do Coronavírus na cidade até o dia 6 de abril, com 27 casos confirmados da doença, bem como as ponderações apresentadas pela Acifi. “Se as condições epidemiológicas permitirem, a partir do dia 13 de abril, pretendemos flexibilizar alguns serviços e permitir a abertura gradual, controlada e sempre respeitando todas as normas sanitárias”, disse o prefeito Chico Brasileiro.

A primeira etapa do Plano consiste na implantação do Termo de Responsabilidade Sanitária, publicado hoje (06) no Diário Oficial. A partir dele, as empresas que estiverem abertas deverão adotar uma série de medidas preventivas, incluindo limitação da quantidade de pessoas dentro do local e a distância mínima de 2 metros. Nesta primeira etapa, também consta a ampliação da fiscalização e tomadas de medidas mais duras contra as empresas que não aderirem ou não cumprirem o termo.

Comércio
A segunda etapa, de 13 a 21 de abril, prevê a abertura monitorada e regrada de alguns setores do comércio desde que o cenário epidemiológico se mantenha nos atuais patamares e que haja fornecimento de insumos para a testagem de todos os sintomáticos.

Além de assinar um Termo de Responsabilidade Sanitária, as empresas que puderem reabrir deverão priorizar o atendimento agendado e individualizado, com uso de equipamentos de proteção individual (EPIs). Também será obrigatório a utilização de máscaras de tecidos em ambientes comerciais, no transporte coletivo e transporte privado de trabalhadores.
Poderão abrir, nesta fase, óticas, barbearias, lavanderias, clínicas médicas e similares, de fisioterapia, odontologia, psicologia, salões de beleza, gráficas, chaveiros, bicicletarias, revendedoras de veículos academia de tênis e pequenos comércios.
A terceira etapa, que pode iniciar a partir do dia 22 de abril, prevê a reabertura gradativa dos demais setores empresariais, com limitação de pessoas, prioridade no agendamento e uso de EPIs.

O cenário apresentado também pode sofrer alterações diárias, portanto, o Plano poderá sofrer interrupções drásticas ou alterações em vários itens.

X