Na Boca do Povo - Seu Telejornal Online
MENU

PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSORES ENTRA NA RETA FINAL

PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSORES ENTRA NA RETA FINAL
O Diário Oficial de quarta-feira (7) trouxe a classificação provisória dos candidatos que concorrem ao cargo de Professor de Ensino Fundamental no Processo Seletivo Simplificado (PSS) nº 001/01/2018.
 
De acordo com a Secretaria de Educação, 570 pessoas se inscreveram no PSS e concorrem a uma das 23 vagas ofertadas para contratação imediata e cadastro reserva. 
 
Conforme previsto no edital, o prazo para protocolar recursos seguirá nesta quinta (8) e sexta-feira (9), das 8h às 17 horas, no Protocolo Geral da Prefeitura, localizado na Praça Getúlio Vargas, 280. A classificação final será publicada na próxima segunda-feira (12), e o chamamento começa em seguida. A previsão da Secretaria de Educação é que no mês de abril os novos profissionais já estejam atuando nas salas de aula. 
 
Antes de efetuar o recurso, o candidato deve se atentar as informações dispostas no edital no que se refere à análise de títulos de escolaridade. São requisitos para o PSS possuir curso de Magistério ou de Formação de Docente, em Nível Médio, ou curso superior em Pedagogia (licenciatura) ou Normal Superior, devidamente reconhecidos pelo MEC. 
 
A pontuação terá o limite de 150 pontos, observado a pontuação pela Escolaridade (100 pontos) e Aperfeiçoamento Profissional (50 pontos). 
 
Receberá o maior número de pontos aquele candidato que obtiver, por exemplo, a habilitação no Magistério (Nível Médio) e o curso de Pedagogia (Nível Superior). Candidatos com curso de pós graduação na área de educação somam 10 pontos cada. 
 
Contratação
 
A carga horária de professor de Ensino Fundamental é de 20 horas semanais (4 horas por dia) e a remuneração de R$ 1.351,42. A contratação será em Regime da Consolidação das Leis Trabalhistas e o contrato pelo prazo de um ano, podendo ser prorrogado por igual período, ou ainda rescindido com o advento de nomeações oriundas de concurso público.
 
De acordo com a Secretaria de Educação, a contratação emergencial de professores se faz necessária para reposição de aposentadorias, exonerações e falecimentos, além da obrigatoriedade de cumprimento da Lei 4.362/2015 no que diz respeito à hora-atividade de 33%. “Também tivemos um crescimento no número de atendimentos especializados inerentes a processos de inclusão dos alunos”, explicou o secretário de educação, Fernando Lima. 
 
Atuam hoje no município cerca de 1.800 professores em 51 escolas do Ensino Fundamental. Elas atendem cerca de 20 mil alunos regulares e 8 mil no contra turno. 
 
X