Na Boca do Povo - Seu Telejornal Online
MENU

Senador que ameaçou brasileiros tem mandato cassado no Paraguai

Senador que ameaçou brasileiros tem mandato cassado no Paraguai

O Senador Paraguayo Cubas, que foi flagrado em vídeo agredindo policiais paraguaios e ameaçando brasileiros foi cassado pelo Senado do Paraguai na tarde desta quinta-feira, 28. A expulsão do senador foi aprovada com 23 votos favoráveis, três abstenções e um voto contrário.

Na última segunda-feira, 25, Paraguayo Cubas discutiu com policiais na cidade de Minga Porã após acusar brasileiros de desmatamento ilegal. Ele queria que a polícia impedisse que uma carreta carregada de toras saísse. No entanto, os policiais alegaram que a madeira era de uma área legal. Ele ficou irritado e passou a agredir os policiais, além de fazer ameaças de morte aos brasiguaios. “Deveriam ser mortos pelo menos uns 100 mil brasileiros” foi uma das frases ditas pelo Senador.

Além da agressão aos policiais e a ameaça aos brasileiros, os senadores incluíram nos argumentos para a expulsão do senador a agressão a uma deputada ocorrida na semana anterior. Segundo os parlamentares, Paraguayo Cubas já havia sido sancionado em duas ocasiões anteriores por falta de decoro.

Votaram favorável a cassação os senadores do partido Colorado Añetete (que em Guarani quer dizer verdadeiro) Enrique Bacchetta, Silvio Ovelar, Juan Afara e Martín Arévalos. Além deles, os cartistas Enrique Riera, Sergio Godoy, Javier Zacarías, Antonio Barrios, Arnaldo Franco, Óscar Salomón e Lilian Samaniego. Os liberais Blas Llano, Abel González, Zulma Gómez, Blas Lanzoni, Blas Llano, Hermelinda Osorio, María Bajac e Juan Bartolomé Ramírez também votaram pela cassação. Ainda votaram favorável os Senadores Fidel Zavala, Georgia Nani Arrúa, Stephan Rasmussen e Patrick Kemper. Fonte: Vanguardia/Última Hora

X